terça-feira, 21 de setembro de 2010

Sofrer é só o início

A poesia mora no silêncio
Como a bebida mora no vício
Amar é só um indício
Sofrer é só o início

Dona Esperança


Dona Esperança se foi
E só com a lembrança
A garota ficou
Ela seguiu caminho bem longo
E da viagem
Jamais voltou
Esqueceu-se de toda bondade
Sem Dona Esperança
A garota findou